Categorias
Bebês

PIERCINGS no MAMILO causam transtornos à AMAMENTAÇÃO

“Piercings no mamilo aumentam risco de infecções, afirma estudo
Fonte: Prontuário de Notícias – Roni Caryn Rabin – New York Times

Piercings no mamilo podem ser chamativos, mas as mulheres que os possuem estão sob riscos muito maiores de desenvolver abscessos dolorosos e recorrentes nas mamas, segundo um novo estudo.

Os abscessos – infecções com acúmulo de pus, cercadas por tecido inchado e inflamado sob a aréola, a pequena área circular que envolve o mamilo – podem se desenvolver de um mês a sete anos após o mamilo ser perfurado. Eles são muitas vezes recorrentes, difíceis de tratar e podem exigir cirurgia.

Embora casos individuais tenham sido relatados, o novo estudo, publicado no “The Journal of the American College of Surgeons”, é o primeiro a documentar o risco associado aos piercings de mamilo, explica o principal autor, Vinod Gollapalli, cirurgião da Universidade de Iowa.

O estudo foi relativamente pequeno, comparando um grupo de controle a 68 pacientes da universidade, que tinham abscessos nas mamas não causados por fatores óbvios de risco – como câncer de mama e radiação.

O piercing nos mamilos foi associado a um aumento de 10 a 20 vezes em abscessos sub-areolares ao longo de quase seis anos, de janeiro de 2004 a novembro de 2009. Outro fator de risco foi o cigarro, com um aumento de seis a oito vezes.

Para mulheres que estão cogitando fazer um piercing no mamilo o recado é que “esse não é um procedimento totalmente benigno”, diz Gollapalli. Mesmo quando o piercing é aplicado adequadamente, a presença de um material estranho no corpo pode ser um ponto focal para infecções.”

Via

Fora que deve ser dolorido pra caramba! Alguem aí tem?

Categorias
De Mãe pra Mãe

Criança Protegida- Falta de segurança agora será fiscalizada.

“O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou nesta segunda-feira (6) a Deliberação n° 100, que altera o uso do equipamento de retenção para o transporte de crianças em veículos que tenham apenas o cinto abdominal (dois pontos) no banco traseiro.

De acordo com a deliberação, nos veículos que tenham apenas o cinto abdominal no banco de trás, o transporte de crianças com idade inferior a 10 anos poderá ser realizado no banco dianteiro do veículo com o uso do dispositivo de retenção adequado (bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação).

Se o transporte de crianças de 4 a 7 anos e meio for feito no banco traseiro, poderá ser realizado com o uso apenas do cinto de segurança abdominal, sem a necessidade do uso do assento de elevação.”

Fonte: G1

Categorias
Bebês De Mãe pra Mãe

Método Mãe-Canguru

Eu também sou mãe de prematuro, a Malu nasceu com 34 semanas, quando o ideal são 40.

Passei muito mal durante a gravidez dela, o que resultou numa internação. Meu médico brinca que foi a primeira vez que alguém foi internado por causa da asma e saiu do hospital com uma criança no colo.

Na UTI neo-natal da maternidade, fui orientada pelas enfermeiras a colocá-la deitadinha junto ao meu peito, para que ela sentisse meu calor e os batimentos do meu coração. “Para ela pensar que está na barriga ainda, mãezinha”. O bem fadado método canguru.

E eu sou testemunha de uma coisa realmente impressionante, toda vez que ela estava nervosa, chorando ou agoniada era só  colocá-la no meu peito que rapidamente ela se acalmava. E também vi que os bebês que recebiam mais carinho da mãe nesses primeiros momentos saiam mais rápido da UTI. Lembro de um bebê nascido com 30 semanas de gestação que ficava no bercinho da frente, um menino, e que já estava lá a mais de 1 mês, a mãe não podia vir todos os dias para ficar com ele, porque morava em Bragança Paulista e uma auxiliar de enfermagem, uma senhora daquelas que parece ter aprendido a profissão no dia-a-dia e não com cadernos e livros, me disse quando perguntei a respeito daquele bebê tão pequenininho: “Esse, tadinho, vai ficar aqui mais um bom tempo, ele é doido por um peito, mas como a mãe dele não pode vir todo dia ele só come pela sonda”. Bom, eu só ia para o quarto para trocar os curativos e para o almoço, o resto do tempo ficava lá na UTI com ela, e ela só ficou um dia a mais que eu no hospital. Sai dia 31 de dezembro de 2007 e ela recebeu alta no dia 01 de janeiro de 2008. Virada de ano legal, né?

Quando cheguei em casa, dividi o canguru com o pai dela para eu poder ir tomar banho, arrumar alguma coisa, etc…Sempre que ele chegava do trabalho e depois de um banho (Claro!), colocava ele para ficar agarrado com ela um pouquinho. E funcionava bem também:

Porque isso acontece, ninguém sabe explicar, mas acontece, é fato.

Tanto que foi uma orientação do hospital. Nas andanças pela internet achei esse site: http://www.30anosdemae-canguru.com/ apoiado inclusive pelo ministério da saúde.

Ser mãe, em si já é um tanto milagre.

APP

Categorias
Bebês

WTF: Sapatos de salto alto para bebês


“Sapatos de salto alto para bebês estão sendo vendidos por uma empresa americana. Os pequenos saltos foram batizados de Heelarious, um trocadilho com as palavras inglesas “heel” (salto) e “hilarious” (hilário).
Os modelos são feitos para bebês de até seis meses e vêm em três padrões diferentes: rosa choque, preto e pele de leopardo. (…)

Preocupação
O produto traz no rótulo um alerta de que se trata apenas de uma brincadeira. “Cuidado: pode causar sorrisos extremos e riso histérico quando usado (isso é completamente normal)”, afirma o rótulo.
Britta Bacon disse que teve a idéia sobre os saltos durante o aniversário de quatro anos da sua filha Kayla.
(…)
O produto gerou preocupação entre algumas pessoas. “Isto é parte de uma tendência preocupante de roupas não apropriadas sendo promovidas entre crianças”, disse Christopher Cloke, um dos diretores da fundação britânica de proteção às crianças NSPCC.

“Eu não acho que o céu vai desabar por causa disso, mas acho que isso faz parte de uma tendência cultural maior de vestir as crianças e fazerem elas se sentirem como adultos sexy”, disse o reverendo Tim Jones, que fez uma campanha no Reino Unido contra produtos da marca Playboy voltados para crianças.
Os sapatos custam US$ 35 (cerca de R$ 60) e são vendidos pela internet e em lojas no Estados Unidos, Canadá e Suíça.”

 
Fonte: Folha

Ah! Pelo amor de Deus. Detesto criança fantasiada de adulto!Mas se você gostou, o site da fabricante é esse aqui. Heelarious.
Tô ficando velha mesmo.

Categorias
Blog

Fim do dilema: A galinha veio primeiro.

Conclusões passadas davam conta de que seria o ovo, graças a evolução onde dois animais semelhantes (sem ser galinhas) teriam cruzado e originado um ovo que se tornaria a primeira galinha.

No entanto, uma nova descoberta aponta que a galinha veio primeiro. Segundo os cientistas a formação da casca do ovo depende de uma proteína que só é encontrada nos ovários deste tipo de ave.  Portanto, o ovo só existiu depois que surgiu a primeira galinha. A proteína – chamada ovocledidin-17 (OC-17) – atua como um catalisador para acelerar o desenvolvimento da casca. A sua estrutura rígida é necessária para abrigar a gema e seus fluidos de proteção enquanto o filhote se desenvolve lá dentro.

A descoberta foi revelado no documento “Structural Control of Crystak Nuclei by Eggshell Protein” – em tradução livre: Controle Estrutural de Núcleo de Cristais pela Proteína da casca do ovo.

Na pesquisa foi utilizado um super computador para visualizar de forma ampliada a formação de um ovo. A máquina, chamada de HECToR, revelou que a OC-17 é fundamental no inicio da formação da casca.  Essa proteína é quem transforma o carbonato de cálcio em cristais de calcita, que compõe a casa do ovo. Dr. Colin Freeman, do Departamento de Engenharia Material da Universidade de Sheffield, constatou: “Há muito tempo se suspeita que o ovo veio primeiro, mas agora temos a prova científica de que, na verdade, a galinha foi a percussora.”

Para o professor John Harding, o estudo poderá servir como base para outras pesquisas. “Entender como funciona a produção da casca de ovo é interessante, mas também pode ser pista para a concepção de novos materiais e processos”, disse ele. “A cada dia a natureza nos mostra suas solução inovadoras para todo o tipo de problema que ela encontra. Isso só comprova que podemos aprender muito com ela”, finalizou o professor.

Fonte: O Dia online

E a Aids sem cura.

Categorias
Humor

Casal aluga Ferrari para ir a festa e bate carro no caminho

 Casal segue para festa de casamento e destrói Ferrari alugada

Tá vendo!

O grande problema de comer mortadela e arrotar peru é acabar se engasgando com o próprio arroto.

Fonte da Notícia: G1