Categorias
Curiosidades e Variedades

POR QUE A BOLSA DE VALORES ATRAI TANTAS MULHERES E JOVENS?

Atualmente é fato que o número de mulheres e de jovens que investem na bolsa de valores tem aumentado em relação ao número total de investidores. Mas por que isto está ocorrendo?

Estou na bolsa há muitos anos e vivi a revolução causada pelo home broker (website onde é possível comprar e vender ações pela internet da sua casa, trabalho ou faculdade com comodidade e sem intermediários). Antes do home broker aparecer, no início dos anos 2000, investir na bolsa de valores era quase que uma exclusividade de profissionais, estratégias operacionais difíceis de entender, corretoras praticamente fechadas para principiantes e os solavancos causados pela hiperinflação, que durou até 1994, eram os maiores empecilhos aos simpatizantes da bolsa.

Na década de 90, na prática, só começava a investir na bolsa quem tinha um guia, um pai ou chefe que pegava e pessoa pela mão e mostrava o caminho das pedras. Nesta época a bolsa era um lugar mais propenso a homens do que para mulheres, não pela capacidade intelectual, mas porque a presença maciça de homens na bolsa e a necessidade do contato pessoal com os novos investidores dificultavam o relacionamento correto da bolsa com as mulheres. Na prática, comportamentos machistas e hábitos tipicamente masculinos as afastavam. E os jovens não tinham tempo de se dedicar aos investimentos, pois estudos, vida social e trabalho consomem muito tempo e não sobrava nada para a, até então, pouca tecnológica bolsa.

Percebendo isso, em 1999 a bolsa começou um programa agressivo para facilitar o acesso democrático, simples e barato de qualquer pessoa ao seu pregão. Como todo mercado que não muda há muito tempo, no começo houve resistência dos participantes, entre eles muitas corretoras, que viam no home broker uma degradação na prestação do serviço de corretagem. Mesmo assim algumas aceitaram a proposta da bolsa e começaram seus home brokers.

Em alguns anos, as pioneiras alinhavam milhares de clientes em seus home brokers. O motivo? Muita gente quer investir na bolsa, gosta da ideia de participar do capital de grandes empresas e gosta da ideia de especular com dinheiro no curto prazo. Quando estas pessoas perceberam que o mercado era receptivo ao iniciante, confiável e impessoal no tratamento do envio de ordens de compra e venda e com grande volume financeiro que possibilitava vários tipos de investimentos, criou-se um movimento migratório consistente de novos investidores. Somado a isto, tivemos campanhas de marketing da bolsa e de corretoras para atrair mulheres, para atrair jovens e para atrair os ressabiados, aqueles que tinham visto como tudo funcionava no século passado e que tinham excluído a bolsa de suas vidas.

Como as mulheres e os jovens não tinham muita relevância no número total de investidores no passado, há muito espaço para ser ocupado por eles, o que deve levar os números de sua participação no mercado a aumentar cada vez mais, até que se tornem a maioria absoluta entre os investidores pessoais. E tudo isso porque a bolsa no Brasil é, hoje, um mercado confiável, simples, tecnologicamente avançado, rentável e atrativo.

 

Carlos Martins Especialista em desenvolvimento de softwares facilitadores para Bolsa de Valores, sócio fundador da Trader Gráfico e autor do livro “Os Supersinais da Análise Técnica – Guia para investimento lucrativo na Bolsa”

carlos@tradergrafico.com ou www.tradergrafico.com.br

 

…………………………………………………………………………………..

O texto acima foi escrito e enviado por uma assessoria de imprensa. E aqui foi publicado gratuitamente por entender que o conteúdo é de interesse dos leitores deste Blog. Este conteúdo não reflete necessariamente minha opinião.

…………………………………………………………………………………..

Categorias
De Mãe pra Mãe

O Trânsito e eu.

O Cruzamento.
São Paulo, esquina da R: Julio Colação com Av. Aricanduva. 18:00. Transito total. Farol Fechado.

Pra fugir do fechamento da via e ainda aproveitar o farol verde, um senhor que aparentava uns 50 e poucos anos, para MUITO rente ao meu carro. E o seu retrovisor acaba encostando no meu.

Abro o vidro do lado do passageiro e pergunto:

“Chegou a bater?”
“Só deu uma encostadinha”
“Mas arranhou?”
“Não. Me desculpe.”
“Não tem problema. O Sr. não quer fazer o seguinte? Dobra meu espelho, que assim o Sr. consegue manobrar o seu carro”
Ele dobra me espelho. Manobra o seu carro.
Dá uma buzinadinha. E agradece:

“Pra uma mulher até que vc é muito educada. Parabéns!”

Eu tinha que agradecer de volta?

O Frentista.
Álcool na Promoção.
Posto de Gasolina no estacionamento do Hipermercado cheio. Fila.
Aproveito para arrumar uns papéis soltos na minha bolsa. Enquanto separo as notas por “Supermercado”, “Farmácia”, “Roupas” e etc…

Ouço o frentista engraçadinho, brincando com o rapaz do carro da frente.

“Álcool não tem. Só tem Martini, wisky, Vodka..”

O Rapaz responde pedindo uma 51.
O frentista canta a moça (com a ajuda do dono do carro a minha frente) que oferece o cartão do supermercado para todos que estão esperando.

Pra variar esqueço do pé na embreagem. O Carro morre.
Chega a minha vez. Mesma piada. Responda que quero a Vodka, por favor.

Ele engata a bomba de combustíveis e pede:
“_Destrava aqui pra mim.” Apontando o capô do carro, sem me pedir autorização pra mexer.
Destravo a tampa do motor.

Ele olha a água do limpador de pára-brisa, o óleo, a água do radiador, o tanque de gasolina da partida. E percebe que além de limpo, está tudo em dia e muito bem cuidado.

“_Até que tá em dia o carro da senhora”
“_Vc acha que mulher não sabe como manter um motor ?” respondo rindo.
“_A minha não sabe”
“_Ah! Mas ela não deve saber muita coisa…rs, boa noite”
Saio e ouço a menina do cartão:

“_Tome! Bicho Machista veio. Nóis mulheres samos muito espertas.”

Eu não acho.

O motorista de Carreto.
Atrasadíssima pra variar.

Sigo na minha faixa, dentro da porcaria dos 70 km de limite de velocidade.

Quando de repente uma van com dois homens sai do quinto dos infernos da faixa a esquerda com tudo na minha frente. Seta é um luxo. Os dois homens dando risada

Freio, xingo baixo e deixo passar.

Uns 100 metros à frente, a mesma van fica presa no farol atrás de um caminhão. Dessa vez ele dá seta, mas ninguém deixa passar.

Estou me aproximando e vejo que está me olhando no retrovisor e comentando/rindo com o colega do lado. Acelero o carro e não deixo ele passar. O farol fecha e paro bem ao lado deles. O motorista grita:

“_ Vai lavar louça!”

 Abro o vidro do passageiro e reparo como o nariz dele é grande…
Respondo no mesmo volume:

“_Vai fazer uma plástica!”

O farol abre e pelo retrovisor vejo o colega dele gargalhando.

O que posso fazer? A louça tava me esperando.
E ele era feio mesmo.