Categorias
De Mãe pra Mãe

Combate à Pedofilia na Internet

Pessoal,
Olha só que bacana esse infográfico do Globo com dicas para orientar os filhos a maneira certa de agir na internet.

Categorias
De Mãe pra Mãe

40 Dicas Importante e Úteis para os Papais de Primeira Viagem

Você já sabe muita coisa sobre a gravidez, bebês, ginecologistas, pediatras, etc… muita teoria, não é verdade? Mas e quanto à prática, a experiência real do dia a dia?

Fique calmo, muitos homens já passaram por isso, e 40 deles nos deram seus melhores conselhos que lhe ajudarão a sobreviver à essa dura, e ao mesmo tempo, maravilhosa etapa de sua vida.

1 – Durante 9 meses ela será o centro das atenções.
É bom que você vá se preparando para não se sentir isolado da gravidez. Alessandro, 33 anos, Psicólogo.

2 – Quando o bebê chegar, as atenções serão todas para ele.
Você tem duas opções: sofrer e sentir-se rejeitado ou desfrutar de seu “anonimato” e aproveitar para assistir seu futebol tranqüilo e fazer outras atividades que geralmente não consegue enquanto as visitas passam a tarde mimando seu filho. José Antônio, 40 anos, Empresário.

3 – Sua casa é pequena, não importa o tamanho dela.
E dizer o contrário à sua esposa pode ser motivo de discussão, então concorde! Henrique, 34 anos, Sociólogo.

4 – Se seus pais serão avós por primeira vez, dê um tempo para que eles se acostumem com a novidade.
Fale para eles que não tem coisa melhor que ser avós jovens. Quando meu pai soube que seria avô, disse que era uma ótima notícia, mas ficou um tanto pensativo como eu nunca tinha visto. Só depois me contou que se sentiu como se tivesse vinte anos a mais. Daniel, 30 anos, Arquiteto.

5 – As grávidas tem o sentido do olfato mais apurado.
Parecia incrível, mas ela conseguia sentir minha cueca suja mesmo que estivesse no fundo do cesto de roupas. Portanto tente abusar da higiene pessoal. Pedro, 35 anos, Agricultor.

6 – Você será o técnico durante o curso preparatório para o parto.
Mas na hora H, o melhor a fazer é ficar quieto e deixar ela jogar a final sozinha. Eu estava tão nervoso na sala de parto que não parava de falar besteiras, até que gentilmente, minha mulher me disse para ficar quieto ou sair da sala. Artur, 37 anos, Publicitário.

7 – Esqueça os seus presentinhos. Você não poderá comprar roupas durante um ano.
Mas com certeza terá dinheiro para comprar cadeirinhas, roupinhas, brinquedos, ursinhos, etc. Carlos, 40 anos, Advogado.

8 – Se você detesta cozinhar, é melhor abastecer o freezer de congelados.
Ou reze para sua sogra se ocupar da comida. Isso será essencial para você sobreviver na primeira semana depois do parto. Luis, 40 anos, Médico.

9 – Sim, você segura o bebê de forma errada!
O melhor a fazer é segurá-lo como sua mulher faz. David, 27 anos, Camareiro.

10 – Depois de trocar a terceira fralda você sentirá como se tivesse feito isso a vida toda.
Acredite, é mais fácil do que você imagina. Sergio, 29 anos, Fotógrafo.

11 – Cuidado com a palavra “nós”.
Por exemplo, jamais diga: “nós estamos muito ocupados com os preparativos”. Sebastião, 35 anos, Empresário.

12 – Vai chegar um dia em que você se transformará no herói de seu filho.
Desfrute ao máximo, porque esta fase dura pouco. Geraldo, 47 anos, Pediatra.

13 – As contrações do parto aparecerão de uma forma repentina.
Quando ela diz que chegou a hora, não discuta! Antônio, 38 anos, Jornalista.

14 – Se alguém disser que a amamentação acabará com o seio de sua mulher,
que os bebês só comem de 4 em 4 horas e que se você for segurá-lo cada vez que chora ele ficará mimado, não acredite. É tudo mentira. Fernando, 45 anos, Arquiteto.

15 – Se organize!
Durante as primeiras semanas depois de deixar o hospital, você será o responsável pelas tarefas domésticas, farmácia, supermercado, etc. Ricardo, 33 anos, Gerente Administrativo.

16 – Você se surpreenderá…
…ao ver como você consegue “funcionar bem” dormindo tão poucas horas. Mariano, 39 anos, Técnico Audiovisual.

17 – O bebê vai preferir sua mulher por muito tempo.
Tenha paciência, chegará a sua vez de ser o preferido quando ele quiser jogar bola. João, 48 anos, Professor.

18 – Ninguém sabe porque as crianças usam tanta roupa.
Especialmente quando saem de casa para um simples passeio. Não tente entender. João Luiz, 44 anos, Técnico de Informática.

19 – É normal ficar olhando o bebê por longos períodos enquanto ele dorme.
Também é normal ficar filmando ele dormindo até que termine a fita. José, 33 anos, Administrador de Empresas.

20 – Você acabará encontrando solução para todos os problemas do seu filho.
E quando terminar, com certeza ele estará em problemas de novo. Inácio, 30 anos, Bombeiro.

21 – Você nunca se incomodará com o coco, o xixi e os vômitos de seu filho…
…mesmo que seja em cima de você. Francisco, 37 anos, Ator.

22 – Os alimentos congelados passarão a ser parte integral de sua alimentação.
Mesmo que já tenha passado 3 meses do parto. José, 24 anos, Publicitário.

23 – Prepare uma malinha para a maternidade.
Leve filmadora, máquina fotográfica, e se você puder ficar com ela no quarto, leve seu pijama e produtos para a higiene pessoal. Afonso, 35 anos, Design Gráfico.

24 – Pelo menos durante um ano, nem pense em falar de sexo…
…será melhor que diga somente “fazer amor”. Rubens, 36 anos, Monitor Infantil.

25 – Durante a gravidez, ela vai comer como um pedreiro…
…vá se acostumando e enchendo a geladeira. Angel, 39 anos, Taxista.

26 – Evite falar demais de seu filho no trabalho…
…procure fazer isso com os amigos e parentes para evitar problemas. José Antônio, 30 anos, Administrador de Empresas.

27 – Se durante o parto ela pede para que o anestesista aplique a anestesia peridural…
…nunca pergunte se ela tem certeza. Manuel, 32 anos, Biólogo.

28 – Não importa se sua mulher geralmente é um doce…
…se ela resolver xingar durante o parto normal, provavelmente ninguém da família se salvará. Silvio, 38 anos, Decorador.

29 – Se em suas primeiras relações sexuais depois do parto sua mulher ficar nervosa…
…e com saudades do bebê, fique calmo, este comportamento não vai durar para sempre. Benito, 40 anos, Psiquiatra.

30 – Seus amigos sem filhos serão sua principal fonte de conselhos.
Os que tem filho somente levantarão os ombros e te dirão que fique tranqüilo que já vai passar. Daniel, 34 anos, Pesquisador.

31 – Uma babá não é uma enfermeira de dia…
um ginecologista, nem um pediatra. A única coisa que tem em comum entre eles é seu talão de cheques. Boris, 3 anos, Engenheiro.

32 – Se sua mulher quer que você assista o parto…
…Não vai adiantar você mudar de assunto, então se prepare. João, 31 anos, Taxista.

33 – Nem tente…
você não está capacitado para trocar os presentes sem utilidade que os amigos e parentes levaram. Alex, 44 anos, Radialista.

34 – Não tente entender as mudanças de humor durante a gravidez…
geralmente não tem motivo algum para que isso aconteça e nem elas mesmas entendem. Maurício, 36 anos, Publicitário.

35 – Você pode até experimentar o leite materno…
…mas eu te garanto que não gostará nem um pouco. André, 33 anos, Comerciante.

36 – O único peso que você poderá controlar será o seu.
Eu aconselho que controle rigorosamente, senão ganhará mais peso que ela durante a gravidez. Manoel, 32 anos, Segurança.

37 – O primeiro mês de gravidez é maravilhoso.
Depois disso, a quantidade de exames, ultra-sons, e visitas ao médico te deixarão tão ansioso que você se lembrará disso por anos. Xavier, 37 anos, Cabeleireiro.

38 – Às vezes seu filho gostará mais do papel de presente do que o seu inútil conteúdo. Guilherme, 37 anos, Farmacêutico.

39 – Não se desespere na hora do parto.
Apesar dos gritos, das caras de dor e do choro, ela conseguirá fazer seu trabalho perfeitamente. Marcos, 36 anos, Analista de Sistemas.

40 – É claro que tudo vai mudar!
Justamente esta é a principal conseqüência de ter um filho, as coisas nunca serão as mesmas. Antônio, 38 anos, Veterinário.

Fonte: Recebi por e-mail

Categorias
Bebês

Almofadas para bebês podem ser perigosas

Sabe essas almofadas para  o bebê na hora de dormir?
Elas também são conhecidas como Posicionador.

Autoridades americanas emitiram um alerta recomendando que os pais deixem de utilizar.

Eu nunca usei nos meus, detesto coisa me prendendo, ou prendendo qualquer coisa perto de mim, até meu sagüi eu criava solto imagina prendendo meu filho.

A advertência ocorreu após a notificação da morte de bebês por conta do acessório.
Alguns bebês se sufocaram ao ficar de barriga para baixo e depois girar para o lado. Outras ainda foram asfixiadas ao ficarem presas entre o travesseiro e um lado do berço. A comissão do FDA também diz ter recebido dezenas de relatos de pais que afirmaram ter encontrado seus filhos em posições perigosas, dentro ou ao lado do acessório.

O pediatra Sylvio Renan Monteiro de Barros, da MBA Pediatria e membro da Sociedade Brasileira da Pediatria, corrobora com a indicação, mas destaca que, sobretudo, a atenção dos pais continua sendo a melhor maneira de evitar acidentes com os bebês durante o sono.

“Embora tenhamos que respeitar as normas internacionais, a minha orientação é evitar o pânico, pois o volume de mortes relacionadas ao posicionador é extremamente baixo e sem comprovação direta que seja pelo uso do produto. Independente do auxílio de um acessório ou não, o importante é os pais e cuidadores ficarem atentos ao sono da criança e como ela se comporta. Sobre a posição mais segura contra regurgitamentos, o ideal é que a criança fique de lado, evitando que possa vir a sufocar com o líquido expelido”, explica o Dr. Sylvio Renan

 

Ou seja, o olho da mãe ainda é o melhor remédio para evitar acidentes.

 

 

Dr. Sylvio, também tem um Blog: Acesse

Quer saber mais sobre bebês: Acesse

Categorias
De Mãe pra Mãe

Documentário: Criança, a alma do negócio


Assista o Documentário Completo no Youtube

Por que meu filho sempre me pede um brinquedo novo? Por que minha filha quer mais uma boneca se ela já tem uma caixa cheia de bonecas? Por que meu filho acha que precisa de mais um tênis? Por que eu comprei maquiagem para minha filha se ela só tem cinco anos? Por que meu filho sofre tanto se ele não tem o último modelo de um celular? Por que eu não consigo dizer não? Ele pede, eu compro e mesmo assim meu filho sempre quer mais. De onde vem este desejo constante de consumo?” Este documentário reflete sobre estas questões e mostra como no Brasil a criança se tornou a alma do negócio para a publicidade. A indústria descobriu que é mais fácil convencer uma criança do que um adulto, então, as crianças são bombardeadas por propagandas que estimulam o consumo e que falam diretamente com elas. O resultado disso é devastador: crianças que, aos cinco anos, já vão à escola totalmente maquiadas e deixaram de brincar de correr por causa de seus saltos altos; que sabem as marcas de todos os celulares mas não sabem o que é uma minhoca; que reconhecem as marcas de todos os salgadinhos mas não sabem os nomes de frutas e legumes. Num jogo desigual e desumano, os anunciantes ficam com o lucro enquanto as crianças arcam com o prejuízo de sua infância encurtada. Contundente, ousado e real, este documentário escancara a perplexidade deste cenário, convidando você a refletir sobre seu papel dentro dele e sobre o futuro da infância.

Categorias
De Mãe pra Mãe

Especialista ensina a dar limites para as crianças

Mães de crianças pequenas sabem como é difícil saber  dar limites pra eles.

Se por um lado não podemos deixar fazer tudo que querem (leia-se, qualquer coisa perigosa, cortante, em lugares altos ou que darão enormes prejuízos financeiros para os pais) por outro, não podemos só falar “Não”.

Como a própria especialista diz no vídeo abaixo, crianças que crescem ouvindo  só “Não!” tornam-se adultos inseguros e você uma mãe complexada.

Acredito muito que não há fórmula mágica.

Ninguém vai criar um filho de maneira perfeita, sem deixar nem um tiquinho de trauma ou de resquícios de seu próprio comportamento nos filhos.

Um exemplo pessoal: Minha mãe sempre teve mania de limpeza. Sabe aquele lance de não dormir de jeito nenhum com louça na pia, de passar o dedo na mobília, ou fazer vc tirar o chinelo na porta de casa porque acabou de passar o pano no chão?

Então, eu sou quase do avesso. Se eu tiver com sono, a louça vai ficar na pia, limpo a mobília a cada 15 dias e se eu tiver acabado de passar pano no chão você vai ter que tirar o chinelo mesmo,  porque alguma coisas eu tinha que ter aprendido com ela…rs

Ou seja,  minha mãe me deixou traumas/manias/defeitos/qualidades, deixou marcar. E eu, com certeza, deixarei minha marca na Maria e no Samuel.

Não tem como conviver/criar alguém sem deixar um pouco de você.

E vc? Concorda?

APP

Categorias
De Mãe pra Mãe

Hoje é o dia Internacional da Internet Segura


Dia da Internet Segura - 2011

 Dia Mundial da Internet Segura (“Safer Internet Day”) 2011.
O Dia é uma iniciativa que em 65 países de todo o mundo para promover o uso seguro da Internet.
Esta idéia foi organizada pela INSAFE, rede que agrupa as organizações que trabalham na promoção do uso consciente da Internet nos países da União Européia.

Todo ano é escolhido um tema. E em 2011 o tema á “Estar online é mais que um jogo. É sua vida”.

Alguns vídeos estão sendo exibidos na TV, para ajudar a divulgação da causa. O vídeo abaixo eu vi ontem na Globo.


Se você testemunhar algum crime na internet, não deixe de denunciar, é gratuito e sigiloso. www.denunciar.org.br
Nós podemos fazer uma internet melhor. É só haver união. 

Quer saber mais?

 Internet Segura , Cyberbullying , Pedofilia ,

APP