Categorias
Beleza e Bem Estar De Mãe pra Mãe

10 Kilos em 10 Posts. Post nº 5 – Decidido. Vou fazer uma Plástica!

Durante esses dois anos desde o nascimento do Samuel, venho pensando a respeito de uma interferência médica para sanar a pochete fixa que se alojou na minha barriga, esse “brinde” indesejável que ganhei por colocar um meninão no mundo.

Foi uma decisão complicada pra mim.

Fazer uma abdominoplastia é mais ou menos como assinar um contrato (com você mesma) onde você diz que não quer mais ter filhos.
E sempre quis 3…
Depois de pensar muito a respeito decidi que 2 é um numero bom. Um menino, uma menina e nada de desempate!
A vida ta muito difícil hoje em dia para se ter 3 filhos, educação, saúde, 2012…

Pesquisei muito, conversei com algumas pessoas a respeito e decidir por fazer. Ponto.

Aí surgiram duas grandes questões.

A Primeira logicamente é a grana, bufunfa, merreca, nota, tostão, carvão, enfim aquilo que move o mundo o Dinheiro.

Uma cirurgia plástica tem um custo considerável não só dos reais gastos, mas do tempo que você ficará parada, sem ganhar esses reais.

Para uma abdominoplastia tem que se respeitar um repouso de aproximadamente 30 dias.
Por isso desde o final de março, venho me programando para a cirurgia. Avisando clientes meu tempo de afastamento, organizando a programação das crianças, pedindo para uma pessoa (Tia Rosa, lógico) para ficar me ajudando em casa, etc…

A segunda questão é a escolha do médico.

Ninguém próxima a mim já fez uma cirurgia de abdominoplastia. Então (pra variar) lá fui eu dar a ‘Cara a Tapa’ em busca de um médico.

Tomei todos os cuidados que são recomendados. Visitei 3 médicos. Consultei todos na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

E acabei gostando muito do Dr. André Lançoni, que foi uma indicação do assistente do meu cabeleireiro (sic!) que fez o nariz com ele, através da Dream Plastic.

Me senti muito a vontade com o médico ele sanou minhas dúvidas e me deu sugestões.
Me informou sobre os prós e contras e já deixou bem claro que precisarei MANTER o peso saudável.
Então me senti segura o suficiente para me submeter a cirurgia.

Qto a Cliníca, eu sinceramente, até esse momento, eu não recomendo.
Apesar de ter o preço bom e ser perceptível a infra estrutura já bem definida, fui pessimamente atendida.

Passei metade da tarde sendo jogada passeando entre os andares e assistindo TV com volume alto, enquanto as atendentes batiam papo e discutiam a maquiagem da “jade”.

E pra finalizar fui atendida por uma moça que me passou um orçamento com um prazo de 1 dia. Ou seja, se quisesse ‘aproveitar’ aquele valor teria que transferir 65% do valor total, no dia seguinte e os exames pré-operatórios, para confirmar se eu PODIA fazer a cirurgia mesmo, necas.

Quando reclamei com uma pessoa responsável, sobre o vai e vem sem muita explicação nos andares e a falta de gentileza das atendentes que não me ofereceram nem um café, e blá, blá, blá,  ainda tive que ouvir um “_ Não se preocupe que vc vai ser tratada como merece!” e um “Vc vai tomar cafés até cansar conosco”. Aff…
Ainda bem que nem de café eu gosto…rs

Até tentei fechar direto com o Médico (Só descobri depois que ele tinha clinica própria), mas as atendentes da sua clinica particular não quiseram me atender: “_É falta de ética, já que vc já passou com o Dr. na Dream” 🙁

Pretendo fazer outra cirurgia (mais pra frente quero levantar “a moral”. Do sutiã tamanho 48, voltar para 44, olha a Ângela Bismarchi baixando em mim) e não pretendo mais usar intermediadoras de cirurgia.

O atendimento é extremamente departamentalizado, você tem que falar com uma pessoa para cada coisa, cada hora é uma pessoa diferente e você tem que explicar tudo de novo…Parece atendimento de operadora de telefonia celular.

Enfim, péssimo!

Quero só ver quando eu pedir a Nota Fiscal dos serviços pra fazer meu imposto de renda no ano que vem.. Já tô sentindo cheiro de stress e dos fortes!

Quase desisti por conta desses contratempos, mas como já programei toda a minha vida, a pausa nos cursos que faço, minha mãe já pediu dias de férias para ficar comigo e etc. pra fazer essa cirurgia no começo do mês de julho acabei engolindo esse sapo-boi chamado Mau Atendimento.

@plasticadosonho espero não ter pesadelos…

Hoje 23/05/2011 – 62 Kilos

 

Categorias
Blog

10 kilos em 10 post’s – Post nº 4

Acabou a moleza! Minha esteira ficou pronta. (Estava há 3 meses no conserto,depois de ter ficado quase 1 ano parada)

Depois de mais de 1 ano sem atividade física, não tenho mais desculpa de não ter tempo para fazer atividade física, nem de não ter tempo para me locomover até uma academia.

Perdi 1 quilo desde o final do ano passado, acho que simplesmente por ter parado de comer peru com farofa no almoço, gelatina colorida no café da tarde e chester com maionese no jantar…

Maria Luiza:
_Mãe, o que é esse?
_É uma esteira. Respondo.
_ Pra que séve?
_Pra andar, fazer exercício…
_É legal?
_Não. (Respondo, prestando mais atenção no spray de silicone que estava tentando colocar na lona da esteira, do que nela, a lá Roni Von eu diria)
Ela parou um momento, olhou para a esteira, olhou pra mim, olhou de novo pra a esteira…
E com cara de quem acabava de completar mais ou menos 1 milhão e meio de novas conexões nervosas no cérebro, perguntou:
_Então, porque você faz?

TEMPO!

Assim não dá!  A menina acabou de  fazer 3 anos de idade e já me deixa sem reposta.
Fui obrigada a dar uma pausa na minha tentativa de descobrir novas maneira de fazer um spray de silicone funcionar de cabeça para baixo para tentar explicar pra ela de uma maneira simples, passível de compreensão a uma menina de 3 anos e 2 meses, que vivemos numa sociedade que prima pela beleza física, pela aparência e não podemos ignorar isso, afinal vivemos nela. Que sou vaidosa, gosto de me cuidar e por isso aceito essas imposições sociais. Que além da questão estética existe a questão de saúde, que fui ao médico no começo do ano e descobri que nossa família tem genes propensos a retenção de gordura e açúcar e por causa disso temos sempre que nos cuidar fazer atividade física, para tentar não desenvolver hipertensão arterial nem diabetes. Que 70 % das roupas que tenho não me serve e que gostaria de um dia voltar a usar aquela calça jeans da 775 que já está totalmente fora de moda, mas que é uma meta pessoal voltar a caber nela… e por aí vai. Então, respiro fundo, reúno todas essas informações numa única frase e respondo:

_Porque sim, Maria Luiza!
E como se tivesse entendido toda a mensagem contida nessas 4 palavras ela pega sua fraldinha e diz enquanto vai em direção a seu quarto:

_Então tá bom! Quelo sistir a Pequena Seleia.

 

 

Hoje: 22/03/2011 – 63 kilos

Categorias
Blog

10 Kilos em 10 Post’s – O Retorno

Primeira segunda-feira do ano, lá vou eu a consulta médica levar exames feitos em dezembro.
Metrô de manhã, chuva e um friozinho maledeto foram meus companheiros de jornada.

1 hora e meia para ser atendida e saio de lá apenas com uma recomendação: Emagrecer.

Tenho tendência genética a ter diabetes e apesar de não tê-la efetivamente preciso ficar atenta e principalmente controlar meu peso. Meu organismo já começou a avisar.
Que legal, já não bastasse minha neurose com o peso, agora eu tenho embasamento médico.

Engraçado, né? Você começa a ficar velha começa a dar defeito. Que nem geladeira.

Quando você vira mãe perde um monte de direitos. Direito de acordar na hora que quiser, direito de estar de mal humor, direito de usar 1 hora e meia pra se arrumar, ficar cansada, de ficar 20 minutos durante o dia sentada sem fazer nada, e agora me foi tirado o direito de usar manequim nº42.

Nem ser gordinha eu não posso.

Lembram da série 10 Kilos em 10 Post’s, meu último post foi o de nº 6 com 61  quilos em 01 de março de 2010. Tem quase  1 ano.

De lá pra cá desleixei e ganhei 3 kilos. Estou com os mesmo 64 kilos de antes das gravidezes o que pra minha estatura é considerado sobrepeso. Meu IMC atual é de 25,3 e para ter um IMC de 21,3 (ideal), preciso pesar entre 54 e 56 kilos, ou seja, perder quase 10 Kilos!!

Olha só que notícia bacana pra começar o ano.Adeus pizza todos os finais de semana, chocolates noturnos e refrigerantes.

Feliz 2011 pra você também.

#revolta
Hoje: 05 de janeiro de 2011- 64 Kilos .

Categorias
De Mãe pra Mãe

10 Kilos em 10 post’s – Post nº 6

Menos 1 .
Só tenho uma coisa a dizer:
EEEEEEEBAAAAAAAAAAAAA!!!
Ontem dia 28 de março de 2010.
9 meses e 16 dias após dar a luz ao meu filho varão.
Ganhei de volta TODOS os meus sapatos!!! Todos eles entram no meu pé! Fechados!
É muita felicidade Brasil.
Nem a vitória do Santos em cima do Corinthians me deixou tão feliz, nem as promoções de começo de janeiro, nem a foto da Claudia Leite sem dinheiro…. Pensando bem, fiquei mais feliz qdo vi a foto.
Mas, o que importa é que eu posso usar qualquer um deles, até as BOTAS!
Quando na historia da minha vida dos últimos 3 anos eu pude pensar em usar bota de cano longo com salto? Nunca!

Ah! Como a vida é bela!
Ah! Como o mundo é bom!
Ah! Como as flores são perfumadas!

Agora só falta caber nas calças Jeans.
Pronto! Me alto dei um banho de água fria. :/

Hoje 01/03/2010: 61 kilos.
Categorias
De Mãe pra Mãe

10 Kilos em 10 post’s – Post nº 5

DEMORO mas foi embora!!!
Ô kilinho difécio, sô.
Tudo bem, que tive uma quebra de rotina em Janeiro, mas 70 dias pra eliminar um quilo? Tem dó Organismo!
(momento desabafo, passou).
Cheguei no meio do caminho e encontrei uma pedra. O aspecto emocional.

Percebi que fins emocionais influenciam diretamente no peso sim! Ao contrário do que eu pensava.
Minha demissão misteriosa e a falta de uma vaga de trabalho que se encaixe na minha atual agenda, me fez descobrir cantos secretos do meu armário e uma paixão súbita por Banana coberta por chocolate, o que obviamente contribui para que a minha balança travasse e não saísse mais do 62,5. Aliás, to presa na casa do 6 alguma coisa desde 2007. Em maio faz 3 anos. Aff…

Mas no que depender de mim, e da Banana coberta por chocolate, esse aniversário eu não comemorarei.
De mim, pq força de vontade eu tenho e da Banana coberta por chocolate, pq Comi tanto que enjoei.

Hoje 24/102/2010: 62 kilos.

Categorias
De Mãe pra Mãe

10 Kilos em 10 post’s – Post nº 3 e 4

Post 2 em 1.
Demorei tanto, que perdi eliminei 2 quilos desde o último post .
Nas duas semanas que fiquei em casa, aproveitei pra mexer no meu grande calcanhar de Aquiles, aquilo que me dói só de pensar, o lugar onde não ouso mexer a dois anos e meio: o meu guarda-roupas.
Com o mesmo espírito insano corajoso que levou levou Dom Quixote a enfrentar os moinhos de vento, eu, reles aprendiz de magra, mexi em lugares que eu não visitava desde o manequim 38, num passado muito distante…
E depois de tentar matar moinho a grito, entre muitas coisas, constatei que dá pra abrir uma loja com minhas roupas, graças à variedade de tamanhos que há .

Titulo da foto: “como eu era e como fiquei”

Tenho peças do manequim 36 ao 44.
E minha primeira providencia foi organizar as peças por tamanho e em seguida dividir as peças em cabides com a estimativa do peso que tenho que estar, para entrar na roupa.

Assim, ganharei uma média de dois cabides de roupa à cada dois quilos que eu perder.

É o meu próprio programa de fidelidade. Com direito a premiação e tudo.

Hoje 13/12/2009: 63kilos