Susto na porta do lavabo e Conselhos para quem acabou de virar mãe

Levantei hoje e tomei um susto que me fez acordar na hora.
(Geralmente eu demoro uns 40 min depois que levanto pra de fato acordar… )
Desci e dei de cara com Samuel saindo do lavabo andando e vestindo as calças.

Não. Eu não estava sonhando.
Eu tenho certeza do que vi.
Ele não estava acompanhado por ninguém, não me chamou e muito menos estava recebendo meu auxílio no estado de semi-sono.

Agora, você, cara colega, que está aqui se deliciando com minhas loucuras, me explique: Como assim?!?

Como meu filho mais novo já vai ao banheiro sozinho? Já veste a calça sozinho. E pior ainda, nem chama a mamãe?

Tudo bem, tava meio sem jeito, com o fundo da calça torto, dividindo ao meio o que não pode ser dividido… mas estava SOZINHO!

Alguém me explica por favor, quando foi que isso aconteceu?

Em qual momento eu dormi uma mãe meio sem jeito de dois bebês, pelos quais eu mudei de atividade profissional, mudei de manequim, mudei muitos de meus valores e acordei uma mãe que é excluída de um momento tão cotidiano de meus filhos (escatológico, tudo bem, mas cotidiano!)?

Como eu acordei e me dei conta que meus dois pequenos já vão ao banheiro sozinhos.
Que eles já dormem a noite toda.
Que comem com talheres.
Conhecem mais cores pelo nome que o pai.
Tem personagens de desenhos preferidos.
Brigam para ver de quem é a vez no iPad.
Não usam fraldas, ou pior melhor, já vão ao BANHEIRO SOZINHOS!
#momentodrama. Passou.
Eles têm muito pra conquistar ainda. O caminho é longo.
Mas é MUITO rápido.
A Primeira infância é praticamente uma auto estrada, onde não há limites de velocidades.

Quando você piscar, já está na próxima estação, próximo ponto de parada.

Por isso, quero deixar um conselho pra você que está começando agora.
Que está com sua vida virando de cabeça pra baixo, por conta da adaptação com os novos membros da família:

Faça o que for necessário!!!

Mude de profissão, de manequim, de casa, ou do que você quiser e achar que for melhor, porque simplesmente PASSA MUITO RÁPIDO!
Aproveite o máximo cada momento.
Erre.
Acerte.
Invente.
Viva!

Não tenha medo de perder a ‘liberdade’ por conta do filho.
Porque, conforme ele ganha independência, mais próximo de dar o ‘grito do Ipiranga’ você estará.

E um belo dia, você vai levantar de manhã e vai perceber que não quer mais ficar tão livre assim.

 

Maternidade é estar preso por vontade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

1 mãe falando sobre

  • Fernanda

    10 de maio de 2012 at 17:50
    hahahahahaha.. só vc patricia pra colocar aqui de um jeito tão enhraçado o que toda mae pensa! ri sozinha. parabens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2009 De Repente: Mãe. Todos os direitos reservados. Não aceite Imitações.
PortfólioComunicação.com
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.