Categorias
De Mãe pra Mãe

País deve ganhar seis mil creches e escolas de educação infantil até 2014

Prefeituras de todo o País têm, até 2014, para construir seis mil creches e escolas públicas de educação infantil previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2).

Esse conjunto de escolas vai criar 1,2 milhão de vagas.

Ser proprietária e ter o título de domínio do terreno no qual a escola será construída são garantias que a prefeitura deve apresentar ao Ministério da Educação (MEC) para receber recursos do Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos da Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância).

As seis mil escolas previstas no PAC-2 estão distribuídas entre as cinco regiões do País, mas têm prioridade as áreas metropolitanas do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, de grande concentração populacional.

De acordo com dados da Secretaria de Educação Básica (SEB), desde que foi criado, em 2007, o Proinfância já financiou a construção de 2,3 mil escolas de educação infantil — a estimativa é que cerca de 300 estejam concluídas. As prefeituras que terminam as construções recebem, mediante convênio com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), R$ 100 mil para aquisição de mobiliário e equipamentos destinados às escolas e creches.

Fonte: Maxpress

 

Legal! Agora quero só ver a qualidade dessas creches!

Desde o ano passado a Maria Luiza fica numa creche da prefeitura de São Paulo.

Isso mesmo, escola pública. Eu estudei em escola pública, a vida toda, tô vivinha da Silva e nunca tive piolho. Tudo bem que eu não consegui passar na USP, não sei dividir por 3 números e nem me lembro da diferença entre mesóclise, próclise e … qual é o nome da outra mesmo? Bom, sei lá, o fato é que essa pobre blogueira que vos escreve, está começando a empreender agora e mal tem grana pra manter o blog no ar (a grana de anúncios mal dá pra pagar a hospedagem do site, mas isso é uma outra história) quanto mais pra desembolsar (por uma escolinha bem marromenos)R$ 500 pilas por filho.  #momentodesabafo. Passou.

Voltando… No Final de 2009 fiz a inscrição de meus dois filhotes numa creche da prefeitura de São Paulo. E para minha surpresa no início de 2010 recebi uma ligação informando que havia vaga pra Maria Luiza.

Eu:
“Poxa, que bacana! Mas e a vaga do meu outro filho?”

Moça da Secretaria:
“Só tem vaga pra ela. Para o berçário XYZ(não lembro a nomenclatura que eles dão para classe de bebês de 1 ano) esse ano só teve 15 vagas. Você tem que acompanhar pelo site da Prefeitura a colocação dele”

Eu:
“Mas moça, um só não me adianta muito….rs. Faço visitas a clientes, dirijo mais de 3 horas por dia, faço banco…Não posso carregar ele comigo”

Moça da Secretaria:
“Pelo menos na fila do banco você passa na frente”

Engraçado, né? rindo até agora. 1 ano depois.
Porque nem nesse ano não saiu a vaga para o Samuel.

Eu pelo menos tenho a sorte de ter uma tia que pode me ajudar 3 vezes por semana e olhar ele pra eu poder sair pra trabalhar. E quem não tem?

E eu não sei se vocês ainda lembram, mas ano passado foi ano de eleições.
Em 2010 a classe da Maria Luiza tinha 15 crianças, 2 professoras por sala por turno, ela também ganhou material escolar para trazer pra casa, de boa qualidade… Nesse ano, as coitadas (coitadas mesmo, não são valorizadas, ganham pouco e trabalham pra caramba) das Professoras tem que se virar cada 1 com 26 crianças!
E se vc que está lendo esse texto é mãe, sabe muito bem que crianças costumam ter duas personalidades, 1 quando está sozinha com você e outra em grupo. E essa personalidade em grupo não costuma ser das mais fáceis.
Imagina você, cuidar de uma sala com 20 e tantas crianças de 3 anos de idade, sozinha! É desumano.
E material escolar esse ano ficou na escola! “Esse ano não tem pra levar pra casa mãe”

Espero que o Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos da Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância) juntamente com o MEC, não sirva só de caixa. Também cuide da fiscalização do atendimento e educação dadas as nossas crianças.
Porque mãe que precisa de creche pública na cidade de São Paulo, fica com o coração na mão todas as vezes que precisa levar o filho. Experiência própria.

APP

 

Fonte da Imagem: GettyImages

3 respostas em “País deve ganhar seis mil creches e escolas de educação infantil até 2014”

Eu tbm tenho filhos em creche pública. Moro em uma cidadezinha do interior de SP e não tenho o que reclamar da creche. A vaga saiu logo, para os 2 na mesma unidade. O pequeno (2 anos) tem 2 professoras por turno e o mais velho (4 anos) tem uma professora de manhã e escola a tarde. A escola é dentro da creche, assim como também tem dentista e pediatra com consultórios lá dentro e uma equipe de psicóloga, fono, psicopedagoga e sala de apoio fora mas com visitas e monitoramento de todas as crianças. Tudo pelo SUS. E ainda tem judô e informática. Sem contar que toda a equipe é muito amorosa e acessível. Parece difícil acreditar, mas é verdade. Essa é a chamada “creche padrão” e nas cidades próximas está acontecendo um movimento de reforma e construção de novas “creches padrão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.