O chá de bebê

Fazê-lo ou não fazê-lo, eis a questão…

Segundo a minha mãe é perda de tempo e dinheiro, ainda mais quando vc, assim como eu, organiza o próprio. Mas acho que acima da questão financeira está a lembrança de ter amigos queridos por perto e as milhares de fotos que vc tira gorda, inchada e pintada (faz muito bem pra nossa auto-estima qdo depois de uns 6 meses vc olha a foto e vê qto já desinchou) .

A idéia original do chá de bebê é ajudar a mamãe a compor o enxoval da criança, com o passar do tempo novas necessidades foram criadas e essa celebração foi se adaptando, então resolvi fazer novamente a versão moderna, um Chá-troca-de-fraldas = FRALDAS DESCARTÁVEIS.
Não sei se eu já disse isso antes, mas no meu dia-a-dia é inviável fralda de pano, assim como os absorventes de pano (mal tenho tempo nem de levar a minha própria roupa), apesar de eu achar uma gracinha e ser algo com adeptas ferrenhas a praticidade ainda me ganha. E se alguém vier com a conversa de meio ambiente pra cima de mim, a única coisa que tenho a dizer é que água do planeta está acabando, então vamos economizar.

Bom mas voltando ao assunto, o Chá do Samuel foi nesse ultimo sábado à tarde, servi lanchinhos e salgadinhos e tava tudo muito bom, apesar que dessa vez veio menos gente do que no da Malu. Como de praxe, sempre tem os atrasados que chegam 3 horas depois do que vc marcou, mas vale a bagunça do mesmo jeito, fui dormir mais de 23:00 qdo os últimos foram embora.

Farei mais posts com tabelas de “castigos”, “lista do que pedir” e passo-a-passo com dicas de quem têm feito isso uma vez por ano.
Acima algumas fotinhas (logo menos no Orkut e no Flickr) :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2009 De Repente: Mãe. Todos os direitos reservados. Não aceite Imitações.
PortfólioComunicação.com
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.