Categorias
Bebês De Mãe pra Mãe

Doe Leite. Saúde-SP convoca mães para doarem leite materno

Como algumas pessoas sabem, doei leite para o BLH (Banco de Leite Humano) na minha primeira gravidez. Tinha muito leite da Maria Luiza, doava dois potes com cerca de 500 ml cada uma vez por semana para o Hosp. Leonor Mendes de Barros que vem retirar na porta de casa. Dessa vez eu estou com menos leite e não vou conseguir, mas se vc conhecer alguem ou tiver condições de doar, faça. É uma atitude pequena pra você mas que faz muita diferença para alguem. Eu vivenciei o ambiente de uma UTI neonatal, na epoca pq ela nasceu no inicio do 8 º mês e vi o qto a vida é fragil e o qto um pouquinho de leite faz a diferença.

O site aleitamento. com, traz bastante informações a respeito.

Abaixo reportagem na integra do site Guia do bebê.

Saúde-SP convoca mães para doarem leite materno
Doações caem aproximadamente 20% durante o inverno e o período de férias
A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo convoca mulheres que estão amamentando para serem doadoras voluntárias de leite materno. As interessadas devem entrar em contato com o banco de leite mais próximo de sua residência. Durante o inverno e o período de férias, as doações caem, em média, 20%.
Todas as interessadas devem fazer um pré-cadastro e passar por uma avaliação médica na própria residência. Estando apta para se tornar uma doadora, o banco de leite passa a retirar as doações na casa da doadora.
A mãe doadora recebe toda a orientação necessária para fazer a ordenha em casa e armazenar o leite de maneira correta. “A amamentação é importante e as mulheres podem doar o excedente de leite”, diz Maria José Guardia, coordenadora dos bancos de leite do estado.
A funcionária pública Isis dos Santos Silva, 29, é doadora de leite materno no Hospital e Marternidade Leonor Mendes de Barros desde fevereiro. “Recebi informações na maternidade sobre a importância de doar leite materno. Em casa percebi que tinha leite suficiente para meu filho e para a doação. Procurei o Leonor e passei a doar regularmente”, afirmou. Isis está entre as principais doadoras da maternidade. De fevereiro a maio doou mais de 29 litros.
“Hoje meu bebê mama mais e isso diminuiu meu volume de doação, mas é importante continuar doando. Fico feliz em saber que posso ajudar um outro bebê”, diz a funcionária. Atualmente Isis doa cerca de um litro por semana.
No estado existem 50 centros especializados para coleta excedente de leite materno. A doação de leite humano, além de ajudar as crianças, beneficia também a própria doadora, que reduz o risco de câncer de mama e ovários, previne a osteoporose e volta ao peso mais rapidamente.
As mulheres consideradas potenciais doadoras devem estar em período de amamentação, ter boa saúde, não usar nenhum medicamento e ter os exames sorológicos do pré-natal em dia.
O leite materno doado é pasteurizado, submetido a controle de qualidade e distribuído aos bebês impossibilitados de receber o leite do seio da mãe. Por conter as propriedades nutricionais e imunológicas do leite materno, o desenvolvimento dos recém-nascidos ocorre mais rápido.
A lista com todos os bancos de leite do estado está no site
www.fiocruz.br/redeblh.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.