Categorias
Bebês De Mãe pra Mãe

Inglesa vende leite materno para ‘marmanjos’

“Toni Ebdon colocou excesso de produção à venda na internet.
Homens são maioria na lista de clientes da jovem mãe.

Toni Ebdon, de 26 anos, produz tanto leite que seu pequeno David não consegue acompanhar o ritmo da mãe. A inglesa de Devon então decidiu levar a sério os conselhos de uma amiga: vender o leite pela internet.

O negócio está indo bem e a mulher já tem uma lista de clientes fieis, em sua maioria homens adultos. Eles alegam que o leite materno faz bem para a saúde. Toni vende cada 237 ml de leite por 15 libras, algo como R$ 40.

“Esperava que outras mães me procurassem, mas a maioria dos meus clientes é formada por homens”, disse a inglesa ao jornal “Daily Mail”. “Não faço muitas perguntas sobre o motivo deles comprarem meu leite, só os encontro pessoalmente quando tenho que entregar o produto”.

Toni continuará com o negócio até seu leite secar por completo.”

Fonte: G1

E eu doando 1,5l por semana para o hospital, durante quase 6 meses…
Olha só a grana que eu perdi!

Brincadeiras à parte doação de leite materno é muito importante e pode salvar vidas.

Eu ja falei aqui que eu doei leite amentando a Maria Luiza.
Se você estiver amamentando e com leite sobrando acesse o site Aleitamento.com e veja como e onde doar. Você pode salvar uma vidinha.
A não ser que você tenha uma veiazinha “turca” como a moça acima.

Categorias
Bebês De Mãe pra Mãe

Cuidados Especiais com a Pele do bebê

Ontem dia 04 de maio a Johnson, promoveu um evento para o lançamento da sua nova linha Johnson’s Baby: Toque de Hidratação.

Amodoro. Tudo Rosa!!

Como eu ando a própria arroz de festa, estive presente no evento, que aconteceu no Restaurante Praça São Lourenço [Adendo: Que lugar lindoo! No primeiro final de semana que eu conseguir despachar as crianças para a minha mãe é pra lá arrastarei o digníssimo. E recomendo que arraste o seu também].

O Evento contou com a presença de algumas mães cadastradas no Clube Johnson’s baby, algumas mães blogueiras (Raquel Barbosa –http://www.monalisadepijamas.com.br, Mônica Brandão –http://comercrescer.blogspot.com/, Thelma Torrecilha –http://www.educarecuidar.com/, Aline Kelly –http://twitter.com/AlineKelly, Samantha Shiraishi –http://www.samshiraishi.com/) como essa que vos escreve e do Dr. Mario Cezar Pires, dermatologista, Mestre e Doutor pelo Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo, que explicou as principais características da pele do bebê.

Vem comigo!

Entendendo a pele do bebê
Acho que a primeira coisa que temos que ter em mente é que a pele do bebê é diferente da pele de um adulto.

A imagem acima ilustra a diferença entre as células da pele de um adulto x as células da pele de um bebê.
Note que o espaço entre uma célula e outra, é maior na pele do bebê, o que a torna mais propensa a absorção, mais fina.
A pele do bebê absorve muito mais substâncias, sejam elas tóxicas ou não. Deve-se tomar muito cuidado com o que passar na pele dos nossos pequenos, pois pode desenvolver bolhas, feridas, vermelhidão ao serem expostos ao calor, produtos químicos e doenças inflamatórias…

Por isso, bebês até seis meses não podem usar protetor solar, alguns tipo de repelente…
Temos que tomar cuidado até com o excesso de banho. Ao “encharcar”, você está hiper hidratando a pele do bebê e o organismo tende a reagir para eliminar o excesso, fazendo-o eliminar mais líquido, o que pode causar desidratação. Esses são cuidados que devemos tomar até cerca de 14 meses de vida, fase em que o bebê perde naturalmente mais água e a pele esta em processo de desenvolvimento.

Um produto que em você, tem uma ação excelente, além de não funcionar pode fazer mal para o seu bebê.
Causar irritação, ardência…
E como ele não sabe falar, vai reagir chorando, esperneando… E a culpa vai ser SUA.

Então, faça-me o favor de não passar Monange, Óleo de Amêndoas Paixão e por aí vai, no seu filho.

O bebê precisa de produtos específicos para a pele dele, produtos que não causem irritação e que contenham substancias amigas para sua pele.

É o que promete a nova linha da Johnson’s baby: Toque de Hidratação. Que segundo a Johnson pode até ser usado em recém nascidos…
Uma coisa eu posso garantir. O cheirinho é Bom….

Clique na Imagem para ampliar

Vou testar os produtos que ganhei, aqui em casa e depois conto pra vcs minhas impressões.

APP

Categorias
Bebês Humor

Baby Elvis

Adoro um topete…
Kibado do KibeLoko
Categorias
Bebês Humor

Uhuu!! Hoje Sexta-Feira

Quero curtir!
Ouvir musica no ultimo volume!
Me acabar de tanto Dançar!
Mas to com um soninho….

Categorias
Bebês Humor

Momento Oinh

Em homenagem a minha amiga Isis que, logo menos, será mamãe.
Um monte de coisas fofas, pra ela ir se divertindo enquanto o dela não chega.

Sexta-feira, Dia de diversão.

Categorias
Bebês De Mãe pra Mãe

Doe Leite. Saúde-SP convoca mães para doarem leite materno

Como algumas pessoas sabem, doei leite para o BLH (Banco de Leite Humano) na minha primeira gravidez. Tinha muito leite da Maria Luiza, doava dois potes com cerca de 500 ml cada uma vez por semana para o Hosp. Leonor Mendes de Barros que vem retirar na porta de casa. Dessa vez eu estou com menos leite e não vou conseguir, mas se vc conhecer alguem ou tiver condições de doar, faça. É uma atitude pequena pra você mas que faz muita diferença para alguem. Eu vivenciei o ambiente de uma UTI neonatal, na epoca pq ela nasceu no inicio do 8 º mês e vi o qto a vida é fragil e o qto um pouquinho de leite faz a diferença.

O site aleitamento. com, traz bastante informações a respeito.

Abaixo reportagem na integra do site Guia do bebê.

Saúde-SP convoca mães para doarem leite materno
Doações caem aproximadamente 20% durante o inverno e o período de férias
A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo convoca mulheres que estão amamentando para serem doadoras voluntárias de leite materno. As interessadas devem entrar em contato com o banco de leite mais próximo de sua residência. Durante o inverno e o período de férias, as doações caem, em média, 20%.
Todas as interessadas devem fazer um pré-cadastro e passar por uma avaliação médica na própria residência. Estando apta para se tornar uma doadora, o banco de leite passa a retirar as doações na casa da doadora.
A mãe doadora recebe toda a orientação necessária para fazer a ordenha em casa e armazenar o leite de maneira correta. “A amamentação é importante e as mulheres podem doar o excedente de leite”, diz Maria José Guardia, coordenadora dos bancos de leite do estado.
A funcionária pública Isis dos Santos Silva, 29, é doadora de leite materno no Hospital e Marternidade Leonor Mendes de Barros desde fevereiro. “Recebi informações na maternidade sobre a importância de doar leite materno. Em casa percebi que tinha leite suficiente para meu filho e para a doação. Procurei o Leonor e passei a doar regularmente”, afirmou. Isis está entre as principais doadoras da maternidade. De fevereiro a maio doou mais de 29 litros.
“Hoje meu bebê mama mais e isso diminuiu meu volume de doação, mas é importante continuar doando. Fico feliz em saber que posso ajudar um outro bebê”, diz a funcionária. Atualmente Isis doa cerca de um litro por semana.
No estado existem 50 centros especializados para coleta excedente de leite materno. A doação de leite humano, além de ajudar as crianças, beneficia também a própria doadora, que reduz o risco de câncer de mama e ovários, previne a osteoporose e volta ao peso mais rapidamente.
As mulheres consideradas potenciais doadoras devem estar em período de amamentação, ter boa saúde, não usar nenhum medicamento e ter os exames sorológicos do pré-natal em dia.
O leite materno doado é pasteurizado, submetido a controle de qualidade e distribuído aos bebês impossibilitados de receber o leite do seio da mãe. Por conter as propriedades nutricionais e imunológicas do leite materno, o desenvolvimento dos recém-nascidos ocorre mais rápido.
A lista com todos os bancos de leite do estado está no site
www.fiocruz.br/redeblh.