Método Mãe-Canguru

Eu também sou mãe de prematuro, a Malu nasceu com 34 semanas, quando o ideal são 40.

Passei muito mal durante a gravidez dela, o que resultou numa internação. Meu médico brinca que foi a primeira vez que alguém foi internado por causa da asma e saiu do hospital com uma criança no colo.

Na UTI neo-natal da maternidade, fui orientada pelas enfermeiras a colocá-la deitadinha junto ao meu peito, para que ela sentisse meu calor e os batimentos do meu coração. “Para ela pensar que está na barriga ainda, mãezinha”. O bem fadado método canguru.

E eu sou testemunha de uma coisa realmente impressionante, toda vez que ela estava nervosa, chorando ou agoniada era só  colocá-la no meu peito que rapidamente ela se acalmava. E também vi que os bebês que recebiam mais carinho da mãe nesses primeiros momentos saiam mais rápido da UTI. Lembro de um bebê nascido com 30 semanas de gestação que ficava no bercinho da frente, um menino, e que já estava lá a mais de 1 mês, a mãe não podia vir todos os dias para ficar com ele, porque morava em Bragança Paulista e uma auxiliar de enfermagem, uma senhora daquelas que parece ter aprendido a profissão no dia-a-dia e não com cadernos e livros, me disse quando perguntei a respeito daquele bebê tão pequenininho: “Esse, tadinho, vai ficar aqui mais um bom tempo, ele é doido por um peito, mas como a mãe dele não pode vir todo dia ele só come pela sonda”. Bom, eu só ia para o quarto para trocar os curativos e para o almoço, o resto do tempo ficava lá na UTI com ela, e ela só ficou um dia a mais que eu no hospital. Sai dia 31 de dezembro de 2007 e ela recebeu alta no dia 01 de janeiro de 2008. Virada de ano legal, né?

Quando cheguei em casa, dividi o canguru com o pai dela para eu poder ir tomar banho, arrumar alguma coisa, etc…Sempre que ele chegava do trabalho e depois de um banho (Claro!), colocava ele para ficar agarrado com ela um pouquinho. E funcionava bem também:

Porque isso acontece, ninguém sabe explicar, mas acontece, é fato.

Tanto que foi uma orientação do hospital. Nas andanças pela internet achei esse site: http://www.30anosdemae-canguru.com/ apoiado inclusive pelo ministério da saúde.

Ser mãe, em si já é um tanto milagre.

APP

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 Mamães Falando Sobre...

  • Silvia

    6 de setembro de 2010 at 16:17
    Oi, querida! Que emocionante esse post!! Amei!! que lindo e poderoso é o amor de mãe..... incrível. Parabéns e bjs
  • Ministério da Saúde

    24 de setembro de 2010 at 12:03
    Olá blogueiro, Dê ao seu filho o que há de melhor. Amamente! Quando uma mulher fica grávida, ela e todos que estão à sua volta devem se preparar pra oferecer o que há de melhor para o bebê: o leite materno. É muito importante, tanto para o bebê como para a mãe, amamentar até os dois anos de idade ou mais. O leite materno é o único alimento que o bebê precisa, até os seis meses. Só depois se deve começar a variar a alimentação. Acontece que nem todas as mães sabem de todos esses benefícios e deixam de amamentar mais cedo. Você pode ajudar nessa campanha divulgando materiais e informações por meio do seu blog. Obrigado pela colaboração!
  • Fernanda

    11 de outubro de 2010 at 16:16
    Que legal! Qdo tibver um bebe com certeza vou fazer :>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2009 De Repente: Mãe. Todos os direitos reservados. Não aceite Imitações.
PortfólioComunicação.com
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.